Mulá Omar pede anistia a futuro líder do Afeganistão

O chefe supremo do Taleban, mulá Mohhamed Omar, pediu anistia para ele e alguns altos funcionários da milícia islâmica através de uma mensagem telefônica, informou Hamid Karzai, o líder monárquico escolhido em Bonn para liderar o governo provisório afegão.Karzai está negociando com a milícia fundamentalista afegã a entrega pacífica de Kandahar, o último bastião dos talebans no Afeganistão, no sul do país. Consultado pela agência de notícias italiana ANSA, Karzai, que se encontra em Shwali Kot, a cerca de 20 quilômetros ao norte de Kandahar, disse que as negociações estão ocorrendo com os mais altos funcionários talebans, embora não diretamente com Omar.Segundo Karzai, Omar lhe fez chegar uma mensagem, "cinco ou seis dias atrás", na qual pediu "uma anistia para ele e para alguns altos funcionários" da milícia. O futuro líder do Afeganistão não disse qual foi a resposta, mas recordou que "uma outra anistia já fora acertada para os talebans comuns".Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.