Mulher-bomba mata 2 em ataque a governador no Iraque

Uma mulher-bomba suicida atacou hoje um comboio que transportava um comandante iraquiano e o governador da província de Diyala, Raad Rashid al-Tamini, em Baquba, matando pelo menos duas pessoas, disseram oficiais norte-americanos. Foi o segundo ataque feito por uma mulher-bomba em poucos dias na capital da província iraquiana. Outras seis pessoas ficaram feridas. O ataque ocorreu um dia após o governo do Iraque anunciar uma suspensão de uma semana nas operações militares na área, para dar tempo aos insurgentes de se renderem.O mulher tinha como alvo o comboio que transportava o comandante e o governador no centro de Baquba, mas como foi forçada a detonar os explosivos antes da hora, as autoridades escaparam, disseram oficiais iraquianos. Guardas notaram a atitude suspeita da mulher, que foi abordada e detonou os explosivos. Inicialmente, a polícia do país informou que o agressor era um homem, mas soldados dos Estados Unidos verificaram que, na realidade, se tratava de uma mulher, disseram os militares norte-americanos no norte do país.O ataque ocorreu um dia após uma mulher-bomba se explodir em um posto de controle na entrada de um mercado em Baquba, matando pelo menos um policial e ferindo 14 pessoas, incluídos outros nove policiais. Al-Tamini, que escapou ao ataque de hoje, ordenou um toque de recolher com prazo indefinido na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.