Mulher-bomba morre em explosão acidental na Turquia

Uma mulher-bomba morreu nesta sexta-feira em um atentando em frente a uma mesquita na cidade de Ordu, no litoral do Mar Negro (norte da Turquia), quando aparentemente preparava a carga explosiva que prenderia a seu corpo, informou a agência Anatólia.Outra mulher, supostamente companheira da primeira, ficou ferida na explosão acidental, assim como dois fiéis que estavam no templo, segundo a agência.A explosão aconteceu quando as duas mulheres preparavam uma bomba dentro do lavabo da mesquita, o que coincide com informações prévias que citavam uma explosão em uma mesquita ou em uma escola islâmica.Três pessoas ficaram feridas em uma outra explosão ocorrida quando um veículo passava por uma estrada no centro de Diyarbakir, no sudeste da Turquia, informou a Anatólia. Segundo a agência, as causas da explosão ainda são desconhecidas.Ainda de acordo com a Anatólia, a estrada onde ocorreu a explosão é próxima a uma base militar, mas não deu mais detalhes sobre o incidente.Aumento da violência Desde o dia 29, a violência desencadeada por protestos de separatistas curdos tem provocado mortes em Diyarbakir, capital do Curdistão turco. Houve confrontos entre a Polícia e pessoas que assistiam aos funerais de quatro membros do ilegalizado Partido de Trabalhadores do Curdistão (PKK), mortos em 25 de março junto a outros dez companheiros em diferentes combates com o Exército.No ano passado, o PKK rompeu uma trégua unilateral que vinha sendo mantida por seis anos e iniciou uma série de ataques, centrados em alvos da polícia e do Exército turco, que aumentaram consideravelmente nas últimas semanas. Os atos de violência deixaram até agora dez pessoas mortas apenas em Diyarbakir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.