Mulher de canoísta que forjou morte é presa

Anne Darwin, mulher do canoísta britânico John Darwin, que se passou por morto por cinco anos, foi presa ontem ao desembarcar em Manchester, vinda dos EUA, por suspeita de fraude . Ela recebeu o seguro de vida do marido quando ele foi declarado morto, em 2003, após um suposto acidente de caiaque no Mar do Norte. Darwin foi preso na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.