Mulher de Hugo Chávez anuncia separação

A primeira-dama da Venezuela, Marisabel Rodríguez, anunciou que está se separando legalmente do marido, Hugo Chávez. Em surpreendentes declarações à edição de hoje do jornal El Universal, a primeira-dama admitiu ter entrado com um pedido de divórcio nos tribunais. "Para ninguém é segredo que o presidente e a primeira-dama estão em um processo de separação que passou do pessoal para o legal, e já é hora de dizê-lo ao país", declarou Marisabel Rodríguez. "Estou me separando simplesmente porque como casal não temos mais nada a compartilhar, a não ser nossa filha, que continuará sendo sempre de nós dois", revelou. "Não me separo dele para ser sua inimiga, nem inimiga do processo (político)", ressaltou a primeira-dama. "Creio que isto dará a ele maior liberdade para manobras políticas e, a mim, muito mais tranqüilidade", disse Rodríguez, que prometeu não permitir que o divórcio seja utilizado contra o processo "revolucionário" que Chávez diz conduzir na Venezuela. "Não tenho por quê passar para o outro lado. Não quero ser mártir da revolução nem ser utilizada pela oposição". Após a separação legal, Rodríguez se mudará para outra cidade, onde pretende dedicar-se à família. "Irei me dedicar à família, refugiar-me com meus filhos ajudá-los na mudança de cidade, de ambiente e de status que terão de enfrentar", explicou. Rodríguez, uma locutora de rádio e TV nascida em Barquisimeto, no noroeste do país, casou-se com Chávez depois de o mandatário deixar, em 1994, a prisão a que fora condenado por ter liderado um fracassado golpe de Estado em 1992. A primeira-dama tem uma filha com o atual presidente e um filho de um casamento anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.