Mulher de Kerry pede mais educação e depois xinga repórter

A mulher do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Teresa Heinz Kerry, pediu aos delegados de seu Estado na Convenção Nacional Democrata que restaurem um nível mais educado da política americana, e minutos depois mandou um repórter ?enfiar?. ?Precisamos reverter algumas das características mais assustadoras, antipensilvanianas e, às vezes, antiamericanas que vêm entrando em parte da nossa política?, disse ela aos demais representantes da Pensilvânia.Minutos depois, Colin McNickle, editor de opinião do jornal conservador Pittsburgh Tribune-Review, perguntou-lhe o que queria dizer com ?antiamericano?, segundo gravação da TV WTAE. Heinz Kerry então respondeu, ?eu não disse isso?, diversas vezes, e se voltou para conversar com outras pessoas. Quando McNickle voltou a questioná-la, ela respondeu: ?Você disse uma coisa que eu não disse. Agora, enfie?.O vice-presidente Dick Cheney, que disputa a reeleição na chapa concorrente à do marido de Teresa Heinz Kerry, recentemente sofreu críticas por usar linguagem obscena no plenário do Senado. Ele não se desculpou, dizendo mais tarde: ?Me senti melhor depois de dizer aquilo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.