Mulher de McCain discorda de Sarah Palin sobre aborto

A mulher do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, John McCain, discorda da companheira de chapa dele em alguns pontos. Para Cindy McCain, as mulheres deveriam ter o direito de abortar em casos de estupro e incesto. A candidata à vice-presidência pelo Partido Republicano, Sarah Palin, é contrária à interrupção da gravidez em qualquer caso, sem abrir exceções para vítimas de estupro ou incesto."Eu não concordo sobre esse ponto, mas eu realmente a respeito pelas suas idéias", disse Cindy em entrevista ao programa "Good Morning America", da emissora ABC. Governadora do Alasca, Sarah se recusou a financiar programas de educação sexual em seu Estado. A mulher de McCain disse que foi partidária da abstinência como parte da educação sexual na escola de seus filhos. "Eu acho que isso tem mais de um aspecto e penso que tudo isso deveria ser ensinado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.