Pascal Lauener/Reuters
Pascal Lauener/Reuters

Mulher de Mubarak é detida no Egito, diz agência estatal

Medida foi tomada após acusação de enriquecimento ilegal; ex-primeira dama ficará detida por 15 dias

Agência Estado

13 de maio de 2011 | 10h36

CAIRO - Autoridades egípcias prenderam nesta sexta-feira, 13, Suzanne Mubarak, mulher do presidente deposto do país, Hosni Mubarak, informou a agência de notícias estatal Mena. Não se sabe o local onde ela deve ficar detida.

 

Veja também:

especialInfográfico: A lenta agonia de Hosni Mubarak

blog Arquivo: A era Mubarak nas páginas do Estado

lista Perfil: 30 anos de um ditador no poder

 

A medida foi tomada após o governo informar que Mubarak e sua mulher foram interrogados sobre acusações de que enriqueceram de maneira ilícita. A Mena informou que a promotoria ordenou que Suzanne ficasse presa por 15 dias, à espera de uma investigação mais aprofundada das acusações.

O ex-presidente, de 82 anos, está hospitalizado no balneário de Sharm el-Sheikh. Ele foi interrogado várias vezes, mas ontem, pela primeira vez, sua mulher foi submetida a interrogatório.

 

Mubarak ficou três décadas no poder no Egito, porém renunciou em 11 de fevereiro, pressionado por grandes protestos populares exigindo reformas políticas e econômicas.

 

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoprotestosMubarakmulherprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.