Mulher de primeiro-ministro japonês critica marido publicamente em livro

Na obra lançada nesta semana, primeira-dama pergunta o que Naoto Kan pode fazer para mudar o país.

BBC Brasil, BBC

22 de julho de 2010 | 08h33

A mulher do primeiro-ministro japonês questionou publicamente a capacidade de seu marido de governar o país em um livro publicado nesta semana no Japão.

Com o título: "O que vai mudar no Japão agora que você é primeiro-ministro", Nobuko Kan critica desde o primeiro discurso de Naoto Kan no Parlamento até o seu senso de moda e inabilidade para cozinhar.

Naoto Kan se tornou o líder da segunda maior economia mundial no mês passado e está casado com Nobuko há 40 anos.

No livro, Nobuko escreve: "Me pergunto se está tudo bem com o fato deste homem ser o primeiro ministro, porque o conheço tão bem...".

O livro foi escrito antes das eleições para a câmara alta do Parlamento neste mês, nas quais os eleitores parecem ter concordado com a análise de Nobuko, quando o partido de Naoto, o Partido Democrático do Japão, perdeu a maioria na casa.

Segundo o correspondente da BBC em Tóquio, Roland Buerk, a decisão de publicar o livro é considerada excêntrica até para os padrões das primeiras-damas japonesas.

A última delas, Miyuki Hatoyama, disse que tinha estado no planeta Vênus e que havia conhecido Tom Cruise em uma vida passada, quando ele era japonês.

Mas o casal é famoso entre o público japonês pela disposição de Nobuko de brigar com o marido em público, e por seu casamento de longa duração.

O primeiro-ministro já se referiu à sua esposa como "a oposição dentro de casa".

Quando repórteres perguntaram a ele sobre o livro, Naoto Kan afirmou que estava com muito medo de lê-lo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
geraljapãonaoto kannobuko kan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.