Mulher de Shinawatra é detida no aeroporto de Bangcoc

Khunying é acusada de vários casos de corrupção e pode pegar até 20 anos de prisão

Efe

08 de janeiro de 2008 | 03h58

A Polícia tailandesa deteve nesta terça-feira a mulher do primeiro-ministro deposto Thaksin Shinawatra, logo que ela chegou ao aeroporto de Bangcoc. Khunying Potjaman Shinawatra é acusada de vários casos de corrupção, assim como o seu marido, atualmente exilado. Segundo a Polícia, ela foi levada ao tribunal que solicitou sua detenção, depois de verificada a sua documentação. Antes de ser detida, a mulher do ex-governante declarou que pretende lutar nos tribunais para demonstrar sua inocência. Ela pode ser condenada a até 20 anos de prisão. Potjaman é acusada de uma suposta negociação fraudulenta de terrenos e pela ocultação de ativos milionários da empresa SC Asset, da sua família.

Tudo o que sabemos sobre:
ShinawatraprisãoBangcoc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.