Mulher é assassinada a tiros no prédio da CNN em Atlanta

Uma mulher foi assassinada nesta terça-feira, 3, após levar ter sido baleada por um homem no complexo da rede CNN em Atlanta, informou a emissora norte-americana.De acordo com a CNN, o suspeito foi preso e as vítimas, incluindo uma mulher ferida a bala no rosto e aparentemente grávida, haviam sido levadas para um hospital e estavam em estado grave.Os dois discutiam, quando o homem sacou uma pistola e disparou contra a mulher, disse a polícia de Atlanta. Depois, um segurança da CNN atirou no homem. A discussão foi classificada como "situação doméstica".A emissora, que disse ter esvaziado sua redação devido ao incidente, mostrou imagens do que parecia ser o suspeito deitado no chão, atrás de portas, em meio a vidros quebrados enquanto policiais apontavam armas para ele.Uma testemunha que trabalha na empresa viu o atirador disparar contra a mulher duas vezes no lobby do prédio, no térreo, próximo ao Omni hotel, que também é parte da CNN. Policiais estão com o suspeito sob custódiaCharles Williams, testemunha, disse ter visto um homem puxando uma mulher pelo cabelo para o andar debaixo. O homem mandou que ele saísse do caminho. Se dirigiu a um guarda para relatar o que viu, e menos de um minuto depois, os disparos puderam ser ouvidos.Brad Lendon, que escreve para a CNN.com, disse ouvir um intenso barulho, e depois viu o homem disparar dois tiros na vítima.Após os tiros, Lendon disse que o atirador "olhou em volta, virando à minha direção. Eu não sei se ele me viu, mas no momento, a gravidade do que presenciei me afetou. Virei de costas e tentei achar um lugar a salvo fora daqui".Atualizado às 17h13.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.