Mulher é detida por vender espíritos infantis na Tailândia

No imaginário tailandês, os fantasmas de crianças dão boa sorte

Efe,

22 de junho de 2010 | 03h41

BANGCOC - Uma ex-enfermeira suspeita de negociar espíritos infantis foi detida no nordeste da Tailândia depois que a polícia descobriu 14 fetos humanos mortos em um armazém abandonado, informa a imprensa local.

A prisão ocorreu na província de Ubon Ratchathani, perto das fronteiras com Camboja e Laos, onde Naengnoi Kaan comprava os recém-nascidos de meninas que tinham abortado ilegalmente.

Segundo o diário Bangcoc Post, a suposta feiticeira guardava no armazém - propriedade de um familiar - os fetos, que depois eram vendidos a seus clientes como luk krok ou fantasmas de crianças.

No imaginário popular tailandês, estes espíritos dão boa sorte e acredita-se que ajudam a ganhar na loteria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.