Daniel Teixeira/ Estadão
Daniel Teixeira/ Estadão

Mulher é presa após ficar nua no Muro das Lamentações 

Israelense de 23 anos terá de passar por exames psicológicos

O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2017 | 14h52

JERUSALÉM - A polícia israelense prendeu neste domingo, 11, uma mulher que estava completamente nua diante do Muro das Lamentações, o lugar mais sagrado para o judaísmo, na cidade velha de Jerusalém, anunciou a polícia. 

A mulher, uma israelense de 23 anos, tirou a roupa durante a tarde no local de orações, na parte reservada para as mulheres, disse a porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld. 

A porta-voz disse que os policiais que estavam no local a cobriram imediatamente com xales para evitar 'um indicente mais grave' com os fiéis judeus que estavam ali. Assista ao vídeo, gravado por uma pessoa que estava no local. 

"Pelo que sei, é a primeira que uma mulher fica pelada no Muro das Lamentações", disse a policial. 

Rosenfeld confirmou que a mulher seria submetida a um exame psicológico para entender o que a levou a realizar a ação. / AFP

 

Tudo o que sabemos sobre:
Muro das Lamentações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.