Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Mulher é presa pela segunda vez na Arábia Saudita por dirigir carro

Ativista já havia desafiado lei que proíbe mulheres de dirigir no país conservador

Agência Estado

23 de maio de 2011 | 13h02

Atualizada às 18h32

 

RIAD - As autoridades sauditas prenderam pela segunda vez uma ativista que desafiou a lei que proíbe as mulheres de dirigir, informou à AP nesta segunda-feira, 23, uma autoridade local.

 

Veja também:

video A campanha de Manal-Sherif na Al-Jazira 

 

Manal al-Sherif é acusada de "atentar contra a ordem pública" e ficará detida por cinco dias, enquanto o caso é investigado.

 

Ela começou sua campanha contra a proibição na semana passada, quando apareceu em um vídeo divulgado na internet dirigindo um carro na cidade de Jobar, no leste da Arábia Saudita.

 

Ela acabou detida no sábado, por várias horas, pela polícia religiosa do país.

 

Um oficial do setor de segurança disse que a mulher foi detida novamente ontem. A fonte pediu anonimato, pois não tem autorização para falar com a imprensa.

 

Cerca de 300 ativistas sauditas já firmaram uma petição pedindo que o rei saudita liberte al-Sherif. No Facebook, uma página criada para esse mesmo fim, chamada "Nós apoiamos Manal al-Sherif", já tem mais de 3,5 mil "participantes".

 

Segundo a rede de TV Al-Jazira, uma manifestação está sendo anunciada para 17 de junho, dia em que diversas mulheres desafiariam a lei e dirigiriam no país. Manal al-Sherif criou uma página no Facebook em que convida as mulheres a se unir à campanha. 

 

As informações são da AP

Tudo o que sabemos sobre:
Arábia Sauditamulherdireçãoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.