Mulher é resgatada 25 horas após naufrágio na Indonésia

Após ficar no mar por 25 horas, uma mulher foi resgatada hoje pelos encarregados do resgate de um ferry lotado que naufragou em uma tempestade perto da ilha de Sumatra, na Indonésia. Pelo menos 29 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas.

AE-AP, Agencia Estado

23 Novembro 2009 | 11h04

A mulher resgatada tem aproximadamente 30 anos e foi encontrada por pescadores. Ela estava em condição estável em um hospital, segundo o coronel Edwin, um oficial da Marinha. Muitos indonésios usam apenas um nome. "Os pescadores viram ela flutuando com um colete salva-vidas no mar turbulento durante a chuva... Ela é muito forte", relatou Edwin.

Um total de 255 sobreviventes já foram retirados do mar desde ontem, quando o Dumai Express 10 foi atingido por fortes ondas e afundou, após 90 minutos de uma viagem entre as ilhas de Batam a Dumai, na província de Riau, oeste da Indonésia. Um segundo ferry ficou encalhado perto dali, mas seus passageiros estão em segurança.

Os acidentes de ferry na Indonésia já mataram centenas de pessoas nos últimos anos. As embarcações muitas vezes viajam lotadas e as normas de segurança são pouco cumpridas. O vasto país abrange mais de 17 mil ilhas, e os barcos são meios de transporte populares e relativamente baratos.

O capitão do navio contou que o naufrágio ocorreu pelas fortes ondas e pela água que entrou na embarcação, segundo Edwin. "Foi muito rápido, e a tribulação não nos deu nenhuma informação", disse Riki, um sobrevivente que conseguiu fugir quebrando uma janela. Ele foi resgatado por um pescador. Em dezembro de 2006, um ferry lotado naufragou no Mar de Java, matando mais de 400 pessoas.

Mais conteúdo sobre:
Indonésia naufrágio mulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.