Mulher é resgatada na Nova Zelândia após passar 24 horas sob escombros

Ann Bodkin foi retirada pelas equipes de salvamento das ruínas do edifício PGG

Efe,

23 de fevereiro de 2011 | 02h44

  Equipes de resgates buscam sobreviventes em Christchurch. Foto: AP/Kyodo    

SYDNEY - Uma mulher foi resgatada nesta quarta-feira, 23, após permanecer por mais de 24 horas debaixo dos escombros de um edifício que desmoronou após o terremoto que deixou pelo menos 75 mortos no sul da Nova Zelândia.  Ann Bodkin foi retirada pelas equipes de salvamento das ruínas do edifício PGG em Christchurch, indicou à emissora de TV local o prefeito da cidade, Bob Parker.

 

Parker acrescentou que Ann, que saiu dos escombros ensanguentada mas em condições de caminhar, deu um emocionante abraço no marido assim que foi resgatada, em meio à celebração da multidão concentrada no lugar.

 

O caso de Ann dá esperanças às famílias das cerca de 300 pessoas que seguem desaparecidas após o tremor de 6,3 graus de magnitude na escala Richter que atingiu Christchurch na terça-feira.

 

O primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, declarou estado de emergência nacional pela tragédia, enquanto a polícia impôs o toque de recolher para evitar saques durante a noite.

Os serviços de emergência trabalham contra o relógio para encontrar sobreviventes e acreditam que o número de mortos aumentará nas próximas horas.

 

Dezenas de pessoas - entre elas cerca de 20 estudantes japoneses - já estão há mais de 36 horas sob os escombros da sede da emissora local CTV, e a plícia não acredita que possam ser resgatadas com vida.

Tudo o que sabemos sobre:
Nova Zelândia, terremoto, salvamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.