AFP PHOTO
AFP PHOTO

Mulher é resgatada de escombros seis dias depois de prédio desabar no Quênia

Segundo dados da Cruz Vermelha, número de mortes subiu para 36. Dezenas de pessoas permanecem desaparecidas

O Estado de S. Paulo

05 Maio 2016 | 15h55

NAIRÓBI - Uma mulher foi resgatada com vida nesta quinta-feira, 5, depois de permanecer seis dias sob os escombros de um prédio que desmoronou em Huruma, um bairro de Nairóbi, capital do Quênia. Número de mortes subiu para 36, segundo dados da Cruz Vermelha.

A vítima ficou presa entre os escombros do imóvel de seis andares. Ela foi localizada às 12h locais, sem apresentar lesões graves aparentes e foi levada ao Kenyatta Hospital, um dos principais da capital.

Após ouvir sua voz, as equipes de buscas iniciaram uma complicada operação de resgate, que se prolongou por cerca de três horas. Médicos vinham lhe dando oxigênio e alimentação intravenosa. Socorristas lutaram para libertá-la com ferramentas de grande porte e com as próprias mãos.

Trata-se do segundo resgate impressionante dos últimos dias. Na terça-feira, equipes de emergência resgataram uma menina de 6 meses que passou 80 horas sob os escombros.

Dezenas de pessoas ainda constam como desaparecidas, mas autoridades da Cruz Vermelha do Quênia dizem não estar claro se os listados foram vitimados pelo desabamento ou se escaparam e ainda não foram localizados.

"As tarefas de busca e resgate ainda estão em curso, mas a um ritmo mais lento, já que não temos máquinas suficientes para acelerar a operação", declarou o porta-voz da Cruz Vermelha queniana, Anthony Mwangi, à emissora local Capital FM. /EFE e Reuters

Mais conteúdo sobre:
Quênia desmoronamento Cruz Vermelha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.