Mulher esfaqueia pilotos em avião na Nova Zelândia

Uma passageira de um pequeno aviãode carreira foi presa na sexta-feira na Nova Zelândia sobacusação de sequestro aéreo, depois de ter supostamenteesfaqueado os dois pilotos e ameaçado explodir a aeronave de 19lugares, segundo a polícia. Os pilotos da Air New Zealand foram atacados cerca de 20minutos após decolarem de Blenheim com destino a Christchurch,ambos na Ilha Sul do arquipélago. De acordo com a polícia, amulher estava armada com uma faca e exigia que o vôo fossedesviado para a Austrália. Os pilotos não sofreram ferimentos sérios e conseguirampousar sem problemas. Mas na hora da preparação para o pouso amulher ainda teria tentado mexer nos comandos do avião, e sófoi desarmada quando o avião entrou em uma zona de turbulência,sempre segundo a versão policial. Policiais com cães entraram no avião e prenderam a mulher,de 33 anos, originária da Somália. Ela foi indiciada porsequestro e lesão corporal dolosa, e deve comparecer no sábadoa um tribunal de Christchurch. O avião foi deixado na pista enquanto um esquadrãoantibomba era chamado, mas não havia explosivos a bordo, disseDave Cliff, superintendente da polícia local. Os dois pilotos chegaram a ser levados para um hospital,mas não correm riscos. Um passageiro e a própria agressoratambém foram atendidos com pequenos ferimentos. Os aviões do modelo Jetstream, de 19 lugares, são usadospara vôos regionais pela Air New Zealand. Nesse tipo deaparelho, apenas cortinas separam os passageiros da cabine decomando. (Reportagem de Adrian Bathgate)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.