Mulher explode apartamento para evitar despejo

Uma mulher que estava prestes a ser retirada de seu lar por ordem judicial espalhou gás butano pelo apartamento e ateou fogo ao local quando um oficial de Justiça chegou para executar, nesta quarta-feira, a ordem de despejo, provocando a explosão que a matou e feriu outras nove pessoas, informaram as autoridades. A falecida era uma mulher de 57 anos que havia deixado de pagar o aluguel do apartamento em que morava em Málaga, no sul da Espanha. Seu nome, segundo as autoridades, era Ana Mareiro. O oficial de Justiça que chegou ao apartamento, situado no segundo andar para proceder ao despejo, sentiu cheiro de gás e afastou-se dali para alertar a polícia e os bombeiros, que o acompanharam de volta e tentaram abrir a porta de entrada à força. Nesse momento, a mulher acendeu um isqueiro, informou o prefeito de Málaga, Francisco de la Torre.Cinco bombeiros e um policial ficaram feridos, assim como três transeuntes que foram alcançados por fragmentos do edifício de quatro andares. O prédio sofreu pequenos danos e seus moradores, cerca de 40 famílias, foram transferidos para um edifício vizinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.