Reprodução/Abc.es
Reprodução/Abc.es

Mulher imigrante ganha 68 milhões de euros na loteria espanhola

A felizarda, um senhora de origem búlgara que mora há 10 anos no país, trabalhava de forma temporária no campo; premio é equivalente a cerca de R$ 249 milhões

O Estado de S. Paulo

02 Agosto 2016 | 15h54

CUENCA, ESPANHA - Uma mulher búlgara que trabalha no campo e vive em um povoado de Cuenca ganhou o segundo maior prêmio da história da loteria espanhola, cujo valor chega a quase € 68 milhões (cerca de R$ 249 milhões).

O prefeito de Quintanar del Rey, Miguel García, onde vive a família da premiada, explicou nesta terça-feira, 2, que o bilhete premiado foi validado na segunda com a combinação ganhadora na administração de loteria da cidade, onde "não se fala de outra coisa".

García explicou que enquanto estava em seu escritório na Prefeitura, escutou "muitos gritos" e espiou pela janela. Após comprovar o que ocorria, desceu imediatamente para felicitar a ganhadora, uma mulher búlgara, sexagenária, que se inteirou lá mesmo de que tinha ganhado o prêmio.

Casada e mãe de dois filhos, a mulher vive há mais de uma década em um apartamento de aluguel na cidade, segundo explicou o prefeito, que não revelou o nome da sortuda. A búlgara costuma trabalhar de forma temporária no campo, sobretudo no corte de cogumelo, e seu marido é transportador.

O prefeito do povoado, que tem cerca de 8 mil habitantes, garantiu que a localização do casal é "desconhecida" desde que o prêmio foi depositado em uma entidade bancária da cidade, que pela tarde esteve blindada por um grande cordão de segurança com agentes privados para proteger o bilhete.

O momento no qual a felizarda foi informada de que era a ganhadora foi "incrível", relatou à Efe Javier F. Galego, câmera de uma televisão autônoma que gravou as imagens quando foi confirmado que a mulher havia ganhado o prêmio de € 67.998.532. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Loteria Bulgária

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.