Mulher morre na China de variedade da gripe aviária, diz OMS

Uma mulher morreu na China do vírus H10N8, uma variedade da gripe aviária, no primeiro caso relatado de infecção deste vírus em humanos, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira.

Reuters

18 de dezembro de 2013 | 14h53

A mulher de 73 anos morreu no dia 6 de dezembro, seis dias depois de contrair a doença, segundo comunicado da OMS.

O vírus é detectado em aves desde 1965 em pelo menos sete países, incluindo a China, disse a OMS.

Não se sabe ainda de onde a mulher contraiu o H10N8, de acordo com a OMS, embora ela tenha visitado um mercado de aves vivas quatro dias antes de ficar doente.

A mulher morreu em Nanchang, capital da província de Jiangxi, no sul da China. Familiares e outras pessoas a quem ela teve acesso não registraram sintomas da doença, nem houve casos similares na região.

Não há atualmente evidências de transmissão entre humanos do novo vírus H10N8, disseram autoridades.

A China está iniciando a sua tradicional época de gripes e há muito tem problemas com gripe aviária.

A variedade H7N9 da gripe aviária apareceu neste ano na China e já infectou pelos menos 139 pessoas na China, Hong Kong e Taiwan, matando 45. Especialistas dizem que não há evidência de que o H7N9 seja transmitido facilmente entre humanos.

No entanto, uma análise científica publicada em agosto resultou na mais forte evidência até agora de que o H7N9 pode ser transmitido entre pessoas, o que potencialmente poderia levar a uma epidemia.

As autoridades chinesas estão investigando o caso do H10N8 e reforçaram a vigilância em relação a infecções, declarou a OMS.

(Reportagem de Sui-Lee Wee e Dominique Patton)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAGRIPEMORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.