Mulher pula de janela para escapar de fogo durante distúrbios

Fotógrafa capturou momento em que jovem se atira sobre grupo de bombeiros em Croydon.

BBC Brasil, BBC

09 de agosto de 2011 | 10h36

Uma fotógrafa britânica capturou o momento em que uma mulher se jogou da janela de um prédio em chamas na região de Croydon, ao sul de Londres, durante os distúrbios que atingiram a capital britânica nos últimos dias.

Os moradores do prédio, em cima de uma farmácia, ficaram presos quando o prédio foi incendiado e pularam da janela do primeiro andar, segundo o jornal The Telegraph.

A foto de uma das moradoras saltando ocupou a primeira página de vários jornais britânicos nesta terça-feira.

A fotógrafa, Amy Weston, deu uma entrevista ao jornal The Guardian contando sobre os distúrbios em Croydon. A fotógrafa estava se dirigindo para uma área central quando ouviu gritos, pessoas avisando que algumas lojas tinham sido incendiadas.

"Havia seis ou sete pessoas gritando e chorando do lado de fora, parecia que eles moravam nos apartamentos que estavam em chamas. Os apartamentos acima eram lojas pequenas e independentes", disse a fotógrafa da agência londrina Wenn ao The Guardian.

"Um homem em uma camisa branca estava gritando, alertando que uma garota estava na janela e que ela estava prestes a pular. Ele correu em direção à ela, mas a tropa de choque apareceu e o puxou de volta, e foram na direção dela."

Weston disse ao jornal que, assim que ela caiu, as multidões voltaram a se juntar no local da queda e não foi possível ver o que aconteceu com a mulher.

"Lembro de ouvir as pessoas gritando que havia outros dentro do prédio. A multidão começou a brigar, com um grupo culpando o outro pelo incêndio", disse.

A fotógrafa então ouviu alertas de que a tropa de choque estava disparando cilindros de gás contra a multidão e resolveu sair do local.

"Não consegui chegar ao meu carro, então tive que andar, escondendo minha câmera nas roupas para evitar ser roubada", contou Weston ao The Guardian.

Os tumultos que começaram em Tottenham, no norte de Londres, no sábado, se espalharam pela capital e para outras partes do país, como Birmingham, Liverpool, Bristol e Manchester.

Grupos de jovens mascarados destruíram lojas e restaurantes e atearam fogo a carros, prédios, pontos de ônibus e até delegacias.

As forças de segurança da capital britânica e de outras partes do país estão em massa nas ruas para tentar conter novos episódios de quebra-quebra, que já atingiram partes do norte, sul, leste e oeste de Londres.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.