Mulher se casa com três e é processada

Kyle McConnel, uma mulher de 46 anos, tem um talento especial: encontrar homens solitários, casar-se com eles, e roubar-lhes todo o dinheiro. Pelo menos é assim que o xerife do condado de St. Clair, o detetive Tim Donnellon, define o caso.Ela já havia sido condenada por fraudar um de seus maridos, Richard McConell, e agora é acusada de estar casada com três homens ao mesmo tempo. Suspeita-se que sua lista chega a mais de 15 casamentos.Nesta quarta-feira, um juiz deve decidir em quantos processos de poligamia ela será processada."Ela me disse que tinha se casado somente uma vez, mas descobri que eu era mais um idiota que caiu nessa conversa", disse Douglas Rice, que diz ter conhecido Kyle pela internet e se casado com ela alguns meses depois em uma cerimônia civil."Nós não temos certeza de quantos homens ela enganou", disse o xerife do condado de St. Clair ao jornal The Detroit News. "Quando o rapaz descobria o que estava acontecendo, ela já tinha se divorciado e estava casando com a próxima vítima", disse Donnellon.O advogado de defesa, Robert Mclellan, disse que "sempre há os dois lados de qualquer história". Ele se recusou a dar mais comentários.É um caso diferente e ainda existem muitas informações para serem investigadas, disse a assistente da promotoria do condado de Macomb, Therese Tobin."Em casos de poligamia, normalmente é o homem que se casa com mais de uma mulher", disse Tobin. "Em meus 12 anos de profissão, não lembro de um caso envolvendo uma mulher poligâmica. Eu nunca nem ouvi falar sobre um caso desse." O crime de poligamia tem como pena máxima quatro anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.