Mulheres da Libéria pedem intervenção dos EUA

Quinhentas mulheres liberianas fizeram uma manifestação do lado de fora da Embaixada dos EUA pedindo que forças de paz, lideradas pelos Estados Unidos, intervenham no país, destroçado por uma guerra civil. Com cartazes dizendo ?Precisamos da sua paz, América?, as mulheres - a maioria, de campos de refugiados montados na periferia da capital - entregaram uma declaração a autoridades diplomáticas, pedindo a intervenção militar para desarmar os grupos rebeldes.As mulheres disseram que a guerra desfez famílias e deixou as mulheres vulneráveis a bandos armados que estupram e roubam impunemente. O representante político da Embaixada, Dante Daradiso, disse apenas que os EUA querem uma solução pacífica para o conflito na Libéria. Mês passado, os Estados Unidos sugeriram que seus cidadãos deixassem a nação africana. Dois movimentos rebeldes, um recém-formado, vêm pressionando o governo do presidente Charles Taylor, pelo norte e pelo sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.