Mulheres protestam na Itália contra Berlusconi

Milhares de mulheres saíram às ruas na Itália neste domingo para protestar contra o primeiro-ministro, Silvio Berlusconi. Segundo as manifestantes, o comportamento vulgar de Berlusconi em relação a mulheres jovens é uma humilhação ao sexo feminino.

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2011 | 18h29

Em Roma, a Praça do Povo estava tomada por mulheres de todas as idades, acompanhadas de seus filhos, maridos e namorados.

Defensores do primeiro-ministro alegam que os protestos deste domingo têm motivação estritamente política.

Berlusconi está sendo investigado por supostamente ter tido relações sexuais com uma dançarina de 17 anos, que diz ter recebido dinheiro e joias do primeiro-ministro. Ambos negam ter tido relações sexuais.

Berlusconi, que admite abertamente sua predileção por mulheres jovens e bonitas, diz que está sendo perseguido por promotores de esquerda que querem tirá-lo do poder. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconiprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.