Multidão culpa EUA por explosão com mais de 50 mortos

Um caminhão-bomba fortemente carregado de explosivos foi detonado do lado de fora de uma delegacia de polícia ao sul de Bagdá, matando mais de 50 pessoas e ferindo dezenas de outras. Ao que tudo indica, as vítimas são todas iraquianas, incluindo diversos candidatos a um emprego na força policial. A explosão, numa área de maioria xiita, ocorre um dia depois de ter vindo a público um documento, atribuído a um agente da rede terrorista Al-Qaeda, pedindo ajuda para dar início a um conflito religioso entre os iraquianos sunitas e xiitas.Muitos moradores enfurecidos culpavam os americanos pelo atentado, e a polícia iraquiana teve de disparar tiros para o alto a fim de dispersar um grupo que tentou invadir o que restava da delegacia, horas depois da explosão. Nenhum americano foi ferido, disse o tenente-coronel Dan Williams.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.