Multidão faz homenagem a Rabin

Cerca de 100.000 pessoas reuniram-se neste sábado em Tel Aviv para uma manifestação em homenagem aYitzhak Rabin, o primeiro-ministro israelense assassinado por um extremista judeu há sete anos.Cantores e oradores participaram da cerimônia na Praça Rabin, onde Ygal Amir o matou em 2 de novembro de 1995.Os aplausos mais efusivos ocorreram após a leitura de uma mensagem enviada pelo rei Abdullah II da Jordânia, transmitida num telão. "Sinto-me honrado em falar sobre um homem que meu paiconsiderava como irmão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.