Multidão pede libertação de Estrada

Milhares de pessoas voltaram a se concentrar hoje no centro da capital filipina Manila para exigir a libertação do ex-presidente Joseph Estrada. Rumores de golpe de Estado tomaram as Filipinas, um país com uma história recente de instabilidade política.O governo tentou controlar a situação enviando tropas de combate às ruas e assegurando a população de que contava com o apoio dos militares.Com a cela de Estrada a poucos metros de distância da manifestação, a polícia recebeu autorização para transferir o ex-presidente para outra prisão, sem informar qual.As manifestações contínuas, que começaram ontem, quando Estrada e o filho Jinggoy foram detidos por corrupção. Eles foram levados ao quartel-general da polícia nacional Campo Crame, onde dividiam uma cela comum.A multidão que se concentrou no monumento "Força do Povo", erguido em 1986 para marcar a derrubada do então ditador Ferdinand Marcos, cresceu para 85 mil durante a noite de ontem. Depois de uma rápida dispersão, os manifestantes retornaram ao local e o número de pessoas hoje chegou a 100 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.