NOEL CELIS/AFP
NOEL CELIS/AFP

Multidão vai às ruas de Wuhan comemorar a chegada de 2021

Primeiro epicentro da pandemia do novo coronavírus teve grande aglomeração durante o réveillon

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de janeiro de 2021 | 05h26

WUHAN - Centenas de pessoas saíram às ruas de Wuhan, na China, nesta quinta-feira, 31, para comemorar a chegada de 2021 após um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus. Primeiro epicentro do vírus, a cidade registrou milhares de mortos por covid-19 e passou por rigoroso lockdown entre o final de janeiro e o início de abril.

Apesar das aglomerações neste réveillon, houve forte presença policial e rígido controle da multidão. Alguns seguranças foram vistos dizendo a várias das poucas pessoas sem máscaras que deveriam colocá-las se quisessem seguir acompanhando a festa. 

Um ano após a Organização Mundial de Saúde (OMS) ser notificada sobre casos de uma misteriosa doença respiratória em Wuhan, a cidade está praticamente livre de vírus há meses e, nos últimos dias, tem vacinado alguns grupos específicos da população local. 

Entretanto, um pequeno aumento recente de casos em várias cidades chinesas, incluindo Pequim, lembrou às pessoas em Wuhan que a pandemia ainda não acabou. Uma equipe de especialistas da OMS deve chegar à China em janeiro de 2021 para investigar as origens da pandemia./REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.