Multidões atacam base francesa na Costa do Marfim

Pelo segundo dia consecutivo, multidões saíram às ruas de Abidjan, a capital da Costa do Marfim, armadas com facas, facões e pedras, e cercaram a principal base militar francesa no País, para exigir a retirada das tropas de paz estrangeiras do país. Os manifestantes fizeram fogueiras nas ruas e jogaram pedras contra os franceses. Meses atrás, a França enviou cerca de 4 mil soldados àquela sua ex-colônia na África Ocidental numa tentativa de restaurar a ordem e impedir os ataques de forças do governo a rebeldes. Os manifestantes apóiam o governo e querem que sejam retomados os ataques contra os rebeldes. Os soldados da força de paz francesa reagiram aos ataques lançando bombas de gás lacrimogêno para dispersar a multidão. Em Paris, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hervé Ladsous, declarou que o governo francês ?absolutamente não retirará as tropas de paz? da Costa do Marfim. Segundo ele, os distúrbios em Abidjan apenas realçam a necessidade de se manter a paz no país, depois de uma guerra civil de nove meses que terminou com a intervenção da França, apoiada por governos da África Ocidental.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.