Simon Dawson/REUTERS
Simon Dawson/REUTERS

Mundo chega a 90 milhões de casos de covid-19

De acordo com dados da Universidade Johns Hopkins, 1.931.571 pessoas morreram devido ao coronavírus; EUA lideram ranking

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 18h42

O mundo bateu a marca de 90 milhões de casos de coronavírus neste domingo, 10, indicam dados da Universidade Johns Hopkins. Até agora, 1.931.571 pessoas morreram vítimas da covid-19.

Os Estados Unidos continuam liderando o ranking de casos, com 222.293 e 281 confirmados até as 18h37 deste domingo. O país é seguido por Índia (10.450.284), Brasil (8.075.998), Rússia (3.366.715) e Reino Unido (3.081.305).

Os EUA também somam o maior número de mortos  –  373. 588 até agora. Na sequência, estão Brasil (202. 631), Índia (150.999), México (133.204) e Reino Unido (81.563).

Embora mais de cinquenta países tenham iniciado campanhas de vacinação, restrições e toques de recolher estão em vigor em todo o mundo. Na Europa, após decretar uma quarentena parcial em novembro e fechar escolas, bares e restaurantes em meados de dezembro, a Alemanha voltou a intensificar as medidas restritivas em uma tentativa de impedir um novo avanço da pandemia. Itália e Dinamarca também tomaram decisões semelhantes um dia após Inglaterra e Escócia anunciarem o retorno a uma quarentena total, mesmo com o início da vacinação no continente.

Mais de 30 milhões de pessoas entraram em um confinamento mais rígido na Colômbia por cinco dias na quinta-feira,7, devido ao aumento da transmissão do coronavírus após as festas de Natal. A Argentina também informou na quinta-feira que restringirá o movimento de pessoas no país durante a noite, em uma tentativa de conter a propagação da pandemia durante as férias de verão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.