Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mundo elegeria democrata presidente

Se cidadãos de outros países pudessem votar para presidente dos Estados Unidos, o democrata Barak Obama seria facilmente eleito amanhã como próximo chefe da Casa Branca. É isso o que revela uma pesquisa feita em conjunto por oito países da Europa, América do Norte e Ásia. A presidente do Partido Democrata no exterior, Christine Marques, garante que a vitória de Obama modificará a imagem dos Estados Unidos no mundo. "A imagem (dos Estados Unidos) vai mudar. Obama já demonstrou que quer trabalhar com nossos aliados e que esse compromisso será mantido", afirmou Christine, que já viveu no Brasil. O levantamento com estrangeiros foi feito em outubro por alguns dos maiores jornais da Suíça, Canadá, França, Japão, México, Polônia, Grã-Bretanha e Bélgica. Um dos países mais favoráveis a Obama é a França - segundo a pesquisa, apenas 5% dos franceses votariam no republicano John McCain.O único país latino-americano a participar da sondagem foi o México, onde apenas 23% dos entrevistados julgaram que a relação atual com os Estados Unidos era de "amizade". No país, Obama também ganharia facilmente. A pesquisa revelou ainda o que alguns dos principais aliados americanos esperam do próximo presidente. Para 32% dos japoneses, o próximo presidente americano deveria retirar as tropas no Iraque somente depois que a paz fosse estabelecida. 70% deles ainda disseram que a Casa Branca não deve abandonar a opção de uma intervenção militar no Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.