Mundo precisa de políticas para falta de chuvas, diz ONU

O mundo precisa adotar com urgência políticas de gerenciamento de secas, afirmou a Organização Mundial de Meteorologia (OMM) nesta terça-feira. Atualmente, fazendeiros desde a África até a Índia sofrem com a falta de chuvas, e os Estados Unidos passam pela pior estiagem em décadas.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2012 | 13h54

A OMM, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) para meteorologia, afirma que a seca e seus efeitos no mercado mundial de alimentos mostra a necessidade de políticas de conservação de água e menos consumo. "Projeta-se que as mudanças climáticas aumentarão a frequência, intensidade e duração das secas, com impactos em muitos setores, em particular na comida, água, saúde e energia", disse o secretário-geral da MMO, Michel Jarraud.

Autoridades dos Estados Unidos afirmam que dois terços do país estão registrando seca de moderada para excepcional neste verão, com o calor excessivo destruindo plantações e matando gado. A colheita anual de milho, por exemplo, deve ser a menor desde 2006, apesar de ter sido plantado o maior número de hectares em mais de 70 anos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUmetereologiaseca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.