REUTERS/Jim Urquhart
REUTERS/Jim Urquhart

Murdoch pediu para Trump demitir assessor estratégico da Casa Branca, diz ‘NYT’

Encontro ocorreu dias antes dos distúrbios registrados em Charlottesville, Virgínia; Steve Bannon é apontado por vários setores como um supremacista branco

O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2017 | 10h05

WASHINGTON - O magnata das comunicações Rupert Murdoch pediu ao presidente dos EUA, Donald Trump, que demitisse o assessor estratégico da Casa Branca, Steve Bannon, revelou a edição de segunda-feira 14 do jornal The New York Times.

O empresário realizou o pedido em um jantar na Casa Branca, antes de Trump sair de férias rumo a New Jersey, no dia 4 de agosto, destacou a publicação. Bannon é apontado por vários setores como um supremacista branco.

O encontro ocorreu dias antes dos distúrbios de sábado em Charlottesville, Virgínia, entre militantes de extrema direita e manifestantes contrários ao racismo, durante os quais uma mulher morreu e outras 19 pessoas ficaram feridas.

Trump limitou-se a compartilhar com Murdoch a frustração que sente com relação a Bannon, segundo The New York Times.

A CBS News informou que o cargo do assessor está em risco, após Trump não condenar imediatamente os supremacistas brancos pelos incidentes em Charlottesville. Uma fonte não identificada, citada pela emissora americana, avalia que Bannon abandonará o cargo no fim da semana.

Steve Bannon, ex-responsável pelo site de notícias ultraconservador Breitbart News, exerce grande influência sobre Trump e a Casa Branca. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.