Musharraf assume presidência do Paquistão

O general Pervez Musharraf, governante militar do Paquistão, vai assumir formalmente o cargo de presidente do país nesta quarta-feira e dissolverá o Parlamento paquistanês, informaram oficiais que pediram para manter o anonimato. Musharraf, que tomou o poder no Paquistão em um golpe militar em outubro de 1999, será nomeado presidente por meio de uma medida provisória, que destitui o presidente Raqif Tarrar de seu cargo. Pelo sistema paquistanês, o primeiro-ministro detém a maior parte dos poderes, mas os militares prometem alterar o equilíbrio da balança, disse uma pessoa que não quis se identificar.O Parlamento paquistanês e as assembléias de quatro províncias, que tiveram suas atividades suspensas depois do golpe de 1999, serão dissolvidas, disseram as fontes, que não informaram mais detalhes. A Corte Suprema deu a Musharraf poderes para emendar a constituição e restaurar a democracia no país até outubro de 2002. O Paquistão, uma nação jovem, formada há 53 anos, foi governada por militares durante 26 anos. Musharraf é o quatro presidente militar do país

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.