Musharraf descarta exílio político, diz aliado político

Ex-presidente diz que tomou a decisão correta ao apresentar sua renúncia, nesta segunda-feira

Efe,

20 de agosto de 2008 | 06h46

O ex-presidente paquistanês Pervez Musharraf negou nesta quarta-feira, 20, que buscará exílio e se mostrou tranqüilo ao receber uma delegação de antigos aliados, disse uma fonte que participou do encontro. Um membro da liderança da Liga Muçulmana-Q, Marvi Memon, disse ao canal privado de TV Geo que Musharraf se mantém firme em sua idéia de permanecer em Islamabad junto com sua família, apesar de em círculos diplomáticos e políticos muitos darem como certo que o ex-presidente acabará optando pelo exílio. Segundo a fonte, Musharraf, que se reuniu esta manhã com uma delegação de 40 membros da Liga-Q, se encontrava muito tranqüilo. O ex-presidente disse aos participantes do encontro que tomou a decisão correta ao apresentar sua renúncia, nesta segunda-feira, depois de a coalizão governamental tê-lo ameaçado com um processo de impeachment. Memon acrescentou que a Liga-Q não ofereceu a Musharraf nenhum posto na legenda, à qual formalmente o ex-governante nunca pertenceu.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoPervez Musharraf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.