Musharraf pode enfrentar processo de impeachment

A coalizão de governo do Paquistão pedirá ao presidente Pervez Musharraf que busque um voto de confiança do Parlamento ou enfrente um processo de impeachment, disseram hoje integrantes de alto escalão dos partidos da base governista. Dois membros de agremiações da situação disseram que a estratégia foi decidida hoje ao término de extensas reuniões entre Asif Ali Zardari, presidente do Partido Popular do Paquistão (PPP), e o ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif.O anúncio formal do resultado das negociações, que duraram dois dias, será feito durante uma entrevista coletiva em Islamabad. Musharraf, que derrubou o governo de Sharif em um golpe palaciano aplicado em 1999 e governou o Paquistão durante oito anos, ficou de lado depois que Zardari e Sharif formaram uma coalizão de governo após derrotarem os aliados do ex-general nas eleições parlamentares de fevereiro.A atual coalizão de governo possui maioria confortável na Assembléia Nacional, motivo pelo qual Musharraf, um aliado dos Estados Unidos, teria dificuldade para vencer um voto de confiança, o que aumentaria a pressão para que renuncie. Pouco depois de a notícia ter vindo à tona, o Ministério das Relações Exteriores anunciou que o primeiro-ministro Yousaf Raza Gillani representará o Paquistão na abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim - e não Musharraf, como vinha sendo planejado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.