Músico mexicano é preso tentando entrar com maconha nos EUA

O cantor, de 26 anos, foi detido junto com dois jovens americanos, a bordo de uma caminhonete

Efe,

13 de novembro de 2010 | 04h45

Jesus Omar Atondo, vocalista da banda mexicana Jerezana, e dois americanos foram detidos por agentes dos Estados Unidos quando tentavam passar 113 quilos de maconha de Ciudad Juarez (norte do México) para El Paso (Texas), informaram diversas fontes na sexta-feira, 12.

O cantor, de 26 anos, foi preso junto com dois jovens americanos, de 20 e 26 anos, a bordo de uma caminhonete na qual transportavam a droga.

Jaime Quintana, representante da banda, confirmou o caso e indicou que Atondo viajava na condição de passageiro.  "Até onde sei, ele ia como acompanhante. Detiveram-no junto com outras três pessoas, mas ignoro qual é o grau de envolvimento de Omar. Vamos esperar para ver o que dizem as autoridades", disse Quintana à agência Efe.

O empresário acrescentou que a banda seguirá trabalhando, pois o incidente "não terá grande impacto, já que somos ao redor de 15 integrantes e temos mais vocalistas".

A Banda Jerezana, originária de Zacatecas e que conta com sucessos como "Voy a pedirte de rodillas" e "Voy a olvidarme de mí", se estabeleceu há dez anos em Ciudad Juárez, no estado de Chihuahua, mas se transferiu há quatro meses para El Paso.

Há histórico na região de membros de bandas envolvidos com cartéis de drogas e de músicos assassinados por supostos ajustes entre traficantes.

Assolado pelo narcotráfico, Chihuahua é o estado mais violento do México, especialmente Ciudad Juárez. Apensa nesta cidade foram registrados mais de 2.700 assassinatos neste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.