Mwanawasa assume a presidência da Zâmbia

O candidato governista Levy Mwanawasa assumiu, nesta quarta-feira, a presidência da Zâmbia, após uma votação repleta de suspense devido às acusações oposicionistas de que o partido do governo fraudou o pleito. Mwanawasa tomou posse apenas depois de a Suprema Corte da Zâmbia ter rejeitado uma apelação apresentada pela oposição, com o objetivo de retardar a posse até que fossem apuradas as acusações de que o partido governista utilizou "eleitores fantasmas" e fraudou a votação. Observadores locais e estrangeiros também perceberam algumas irregularidades no processo eleitoral, mas o partido governista e a comissão eleitoral negam a existência de fraude. A vitória de Mwanawasa por uma estreita margem (pouco mais de 30.000 votos) sobre o candidato oposicionista Anderson Mazoka gerou confrontos nas ruas de Lusaka na terça-feira, antes mesmo de os resultados oficiais terem sido anunciados. A corrida pela presidência contou com 11 candidatos, fato inédito na história das eleições na Zâmbia. Pelo menos 70% do eleitorado votou em candidatos de oposição ao governo. Eleitores desapontados culparam a oposição por não se unir em torno de um candidato para derrotar o governo.

Agencia Estado,

02 Janeiro 2002 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.