Myers diz que armas de destruição em massa estariam com unidades de elite iraquianas

As armas de destruição em massa ainda devem estar nas mãos de unidades especiais do Exército iraquiano e ainda poderiam ser utilizadas contra as forças de coalizão. Apesar de tais armas ainda não terem sido encontradas em meio a buscas intensivas e constantes, é nisso que diz acreditar o presidente do Estado-Maior-Conjunto das Forças Armadas dos EUA, general Richard Myers.De acordo com ele, "as autoridades militares americanas se questionam agora" se tais armas não estariam nas mãos de unidades da Guarda Republicana de Saddam Hussein que não fugiram após a deposição do regime iraquiano. "Estamos interrogando os prisioneiros com essas questões em mente", disse Myers a jornalistas.As armas de destruição em massa supostamente em poder do regime de Saddam Hussein foram a principal justificativa para a guerra. No entanto, a equipe de especialistas em armas de destruição em massa enviada pelos EUA ao Iraque está encerrando sua missão sem encontrar as provas de que Saddam Hussein mantivesse tais armamentos, informou neste domingo o jornal The Washington Post, citando um dos membros do grupo. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.