Nº dois da Al-Qaeda comenta levante no Egito

O egípcio Ayman al-Zawahiri, considerado o número dois na rede extremista Al-Qaeda, liberou seus primeiros comentários sobre a revolução popular que derrubou o presidente do Egito Hosni Mubarak no dia 11, informou hoje um serviço norte-americano que monitora websites de extremistas. O paradeiro de al-Zawahiri é desconhecido há anos.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 19h23

O discurso é intitulado "Uma mensagem de esperança e alegres notícias ao povo do Egito", e pretende ser o primeiro de uma série, disse o grupo SITE em breve comunicado. O vídeo, de 34 minutos, foi produzido pelo braço midiático da Al-Qaeda, a As Sahab, e publicado em websites de extremistas. O vídeo, contudo, tem apenas uma pequena foto de al-Zawahiri e o discurso de 34 minutos em áudio. O grupo SITE disse que uma tradução do discurso será liberada mais tarde. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoAl-Qaedaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.