Na Argentina, Cristina deve discutir nome de vice hoje

Depois da queda que sofreu na noite de quarta-feira, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, não tem agenda oficial prevista para hoje. Anteontem, após inauguração de um edifício, Cristina escorregou e bateu a cabeça na grade de segurança, provocando um corte na testa e um hematoma.

MARINA GUIMARÃES, Agência Estado

24 de junho de 2011 | 10h19

Por recomendação médica, Cristina passou o dia de ontem na residência oficial Quinta de Olivos, onde despachou normalmente, conforme declaração do porta-voz da Presidência, Alfredo Scoccimarro. Embora não tenha divulgado agenda, Cristina deve manter uma série de reuniões políticas para definir o nome do candidato a vice. O prazo para a apresentação oficial dos candidatos termina amanhã.

Na terça-feira, a presidente acabou com o mistério em torno da sua candidatura à reeleição e confirmou que vai às urnas no dia 23 de outubro. Porém, ela mantém a incógnita sobre quem será o companheiro de chapa. Cristina se reuniu ontem com o governador da província de Chaco, Jorge Capitanich, um fiel aliado da Casa Rosada, alimentando as especulações de que ele poderia ser o escolhido. Nesta manhã, porém, um assessor garantiu que Capitanich será candidato à reeleição pelo governo de Chaco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.