Na Argentina, termina greve de comissários de bordo

Os comissários de bordo da LAN Argentina encerraram hoje uma greve iniciada ontem, que afetou milhares de passageiros. Os funcionários da empresa de capital chileno tomaram a decisão na madrugada, logo após uma reunião com funcionários do Ministério do Trabalho e diretores da companhia.

AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2010 | 14h12

A greve da Associação de Tripulantes de Cabine de Passageiros de Empresas Aerocomerciales (ATCPEA) gerou o cancelamento nas primeiras horas de ontem de mais de 20 voos internacionais e domésticos que operam no aeroporto de Buenos Aires e no internacional de Ezeiza, 30 quilômetros ao sul da capital, que afetaram cerca de 6 mil pessoas.

A secretária-geral da ATCPEA, Paula Marconi, afirmou a jornalistas que as atividades foram retomadas e que a empresa se comprometeu a cumprir um convênio trabalhista, que será acompanhado pelo Ministério do Trabalho. Os comissários de bordo afirmavam que a greve ocorria porque não foi respeitado um convênio coletivo de trabalho pela companhia. Pela mesma razão houve uma greve em novembro.

Paula disse que os comissários de bordo conseguiram estabelecer um máximo de horas de voo para a tripulação. "Chegamos a outros acordos que não estavam relacionados ao conflito", notou.

A empresa qualificava a greve como injustificada e houve grandes protestos de passageiros. A LAN Argentina anunciou, em comunicado, que começou a normalizar os voos marcados para hoje. Apesar disso, a televisão local mostrou vários passageiros reclamando dos atrasos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
grevevooArgentinaLANaeroviários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.