Na cabeça da noiva plebéia, um véu de muitas rainhas

O casamento era o do príncipe herdeiro do trono da Dinamarca, a monarquia mais antiga da Europa, mas o que todos queriam ver era uma plebéia, a noiva Mary Donaldson. E depois que o príncipe lhe prometeu que a amará e honrará por toda a vida, ela apareceu para os súditos à porta da igreja, já como princesa Mary, a primeira australiana a entrar na linha de sucessão de um trono.?Foi tão lindo, como um conto de fadas?, dizia Kirsten Persson, 60 anos, depois da cerimônia. ?Quando ele saiu da igreja, eu chorei.?O mesmo fez o visivelmente nervoso príncipe Frederik, quando viu sua noiva de 32 anos caminhar em sua direção pelo tapete vermelho, em um vestido branco de mangas compridas, em seda, uma imensa cauda de mais de três metros e, preso por uma tiara de brilhantes, um véu de renda irlandesa que foi um presente dado à mãe da rainha Ingrid, a princesa Margret da Suécia.Margret usou o véu para seu casamento, em 1905, sua filha usou-o para o seu, em 1935, e o mesmo fizeram as três filhas de Ingrid ? a atual rainha da Dinamarca, Margrethe, a rainha exilada da Grécia, Anne-Marie, e a princesa Benedikte ? para seus casamentos respectivamente em 1967, 1964 e 1968.Depois de uma corrida de 45 minutos pelas ruas do centro de Copenhague, a carruagem de 100 anos, puxada por cavalos brancos, deixou os noivos no palácio real. Da sacada do Palácio Amalienborg, Friederik, com o braço à volta da cintura de Mary, beijou a noiva, fazendo com que a multidão irrompesse em aplausos entusiasmados.Mais tarde, assim que os noivos chegaram a Fredensborg, a 35 quilômetros de Copenhague, onde a família real recebia, no Palácio de Fredensborg, para o banquete de casamento e a tradicional valsa nupcial, Frederik e Mary trocaram o Rolls-Royce Silver Wraith pela carruagem aberta, chamada Landau e construída em 1889, para percorrer os últimos 100 metros em meio aos aplausos e cumprimentos de milhares de dinamarqueses. Durante o jantar, Frederik reafirmou seu amor por Mary dizendo ao pai dela, John Donaldson: ?Eu a amarei e a protegerei com todo meu coração?. E, depois, dirigindo-se à nova princesa: ?Eu amo você, Mary. Venha, vamos. Através de milhares de mundos, o amor nos espera.?O casal partirá para uma lua-de-mel secreta amanhã, mas nenhum detalhe foi divulgado. Sabe-se, apena, que nos mês que vem os príncipes passarão duas semanas na Groelândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.