AP
AP

Na China, Obama se encontrou com meio irmão por 5 minutos

Ndesandjo é filho do pai do presidente americano com sua terceira mulher e vive no sul do país

Reuters,

18 Novembro 2009 | 09h14

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escapou de sua agenda diplomática para se reunir com seu meio irmão por cinco minutos. Mark Okoth Obama Ndesandjo, que vive no sul do país, é filho do falecido pai de Obama com a terceira mulher dele, se encontrou com o líder americano na segunda-feira, 16.

 

Ndesandjo manteve-se distante da imprensa desde que, no ano passado, surgiram informações confirmando que o meio irmão do presidente americano vivia e trabalhava em Shenzhen, refúgio capitalista e manufatureiro situado a uma hora de trem de Hong Kong.

 

Há poucos dias, Ndesandjo fez uma estranha aparição pública na cidade de Guangzhou, onde lançou um romance autobiográfico inspirado em sua própria infância, marcada pela convivência com um pai abusivo.

 

Em entrevista à CNN, Obama afirmou que não conhecia muito bem o meio irmão, mas não sentia que a obra revelaria detalhes privados da sua família. "Não é segredo que meio pai era uma pessoa problemática. Qualquer pessoa que tenha lido meu primeiro livro, Dreams of My Father, sabe que ele tinha um problema de alcoolismo e não tratava muito bem seus familiares", afirmou. "Obviamente essa é uma parte triste da minha história e da minha origem. Porém não é algo que passei muito tempo pensando.

 

A última vez em que Ndesandjo havia se encontrado com Obama foi na campanha presidencial, segundo informou a agência estatal chinesa Xinhua.

Mais conteúdo sobre:
China EUA Barack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.