Na Colômbia, Lula respalda processo de paz com as Farc

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva respaldou nesta terça-feira em Bogotá o processo de paz no qual estão engajados atualmente o governo do presidente Juan Manuel Santos e o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

AE, Agência Estado

04 Junho 2013 | 20h17

Lula acompanhou Santos em um ato público com mulheres que chefiam suas famílias em Bogotá, onde elogiou o esforço do presidente colombiano para obter a paz com as Farc nas negociações que se desenvolvem em Cuba. "Eu sei que pode ter uma ou outra pessoa que não deseja a paz, mas não sei quem pode ganhar com um conflito armado", declarou Lula.

Com a guerra, quem perde sempre é o povo, prosseguiu o ex-presidente do Brasil. "A Colômbia já é um país extraordinário, e isso depois de 50 anos de conflito", enfatizou. Em seguida, Lula disse a Santos: "Acho que o povo colombiano poderia ir muito mais longe do que já foi até agora. Por isso, felicidade, muita sorte e que Deus te ajude nesse esforço".

Santos agradeceu pelo respaldo de Lula em tom festivo. "Vocês entendem por que eu dizia que queria ser como o presidente Lula quando crescesse? Porque, como vocês acabam de ver, foi assim que ele conseguiu resultados muito, muito impressionantes no Brasil e é o que queremos e estamos fazendo aqui na Colômbia", declarou.

Lula está em Bogotá para participar sobre um evento que debate meios de se combater a pobreza e a desigualdade social na Colômbia. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ColômbiaLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.