Na Espanha, papa pede paz "estável e duradoura"

A quinta visita do papa João Paulo II à Espanhacomeçou hoje (sábado), com um pedido especial por uma paz "estável e duradoura" para os espanhóis e para o mundo. "Desejo para todos a paz que apenas Deus, através de Jesus Cristo, pode nos dar", disse ele em breves palavras ao desembarcar no Aeroporto de Barajas. "Peço e desejo, para aEspanha e para todo o mundo, uma paz que seja frutífera, estável e duradoura".O papa não se referiu diretamente à guerra do Iraque, apoiada pelo governo da Espanha e rejeitada pelo povo espanhol. Eleacrescentou, falando em espanhol, que queria "a paz que é o produto da justiça, da verdade e da serenidade. A paz que o povo desfruta apenas quando segue os ditames da lei de Deus".O papa realiza uma rápida visita à Espanha, desafiando sua frágil saúde e preparando-se para dar um novo impulso ao catolicismo espanhol. O pontífice, que completa 83 anos este mês, chegou ao aeroporto de Barajas, em Madri, a bordo de um avião da Alitalia, sua primeira visita ao exterior em nove meses.O papa teve que usar um elevador para sair do avião e um carrinho para avançar sobre o tapete vermelho preparado para ele. A rainha Sofia caminhou a seu lado. Funcionários do Vaticano disseram que a viagem de 32 horas do papa à Espanha é uma prova para sua saúde, assim como um preparativo para viagens mais ambiciosas neste ano, entre eles visitas à Croácia e Mongólia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.