Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Na França, parada gay tem tom político

O desfile do "orgulho gay" foi aberto em Paris sob o lema "Para a igualdade em 2007". Os homossexuais franceses querem incluir, no debate eleitoral, suas reivindicações sobre o direito ao casamento e à adoção. Dezenas de milhares de pessoas se reuniram no início da tarde em Montparnasse, sob um céu nublado e temperatura agradável, para a última edição da parada anual antes das eleições presidenciais de 2007.O desfile festivo - marcado pelas habituais fantasias, e que incluirá três minutos de silêncio pelos "100 mil" portadores do vírus da aids na França - terminará na praça da Bastilha, onde acontecerá um concerto gratuito.O Inter-LGBT, grupo que reúne cerca de 60 associações de representação de lésbicas, gays, bi e transexuais e que organiza a manifestação, reivindica o direito ao casamento e à adoção para os casais de pessoas de mesmo sexo. A medida já é aplicada em vários países europeus.O grupo também exige que os casais de lésbicas possam recorrer à procriação artificial e que os transexuais possam mudar seu estatuto civil sem terem que se submeter, necessariamente, a uma intervenção cirúrgica.Os partidos da oposição esquerdista, que apóiam o direito ao casamento e à adoção para os casais de pessoas de mesmo sexo, fazem-se representados no desfile. Já a presença da União por um Movimento Popular (UMP), partido conservador atualmente no poder e onde a maioria é contra estas reivindicações, limitou-se a pequenos grupos.A ultradireitista Frente Nacional declarou que não estaria representada na manifestação porque "não foi convidada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.