Na hora do voto, brasileiros nos EUA preferem Obama

Brasileiros com cidadania americana - e vice-versa - seguem a tendência de outras minorias, como negros e hispânicos, e votam majoritariamente em Barack Obama. De 30 entrevistados pela reportagem, apenas dois indicaram que optariam por Mitt Romney, embora outras pessoas do Brasil residentes nos EUA e sem direito a voto também tenham declarado apoio ao republicano.

GUSTAVO CHACRA, CORRESPONDENTE, Agência Estado

04 de novembro de 2012 | 08h05

A maior parte dos entrevistados leva em consideração a questão da imigração. Embora haja decepção com a deportação de mais de 1 milhão de imigrantes sem documentos, os brasileiros avaliam que Obama avançou em alguns pontos, especialmente para os jovens estrangeiros, e as conquistas poderiam ser revogadas em um governo de Romney.

As relações EUA-Brasil importam, mas não pesam tanto na hora de escolher um candidato. Alguns se dizem hispânicos. Outros, não. "Romney seria uma repetição de Bush", disse a produtora Paula Buarque, se referindo ao ex-presidente George W. Bush. O designer Danilo Matz concorda. Segundo ele, seu voto vai para Obama "porque o presidente ainda não teve tempo de arrumar a bagunça deixada pelo antecessor".

Segundo o professor de engenharia Felipe Pait, "em política externa, o governo Obama tem mostrado avanços razoáveis em situação difícil, tendo assumido após uma presidência que conduziu duas guerras de maneira incompetente e perdeu aliados no mundo". "Romney, em comparação, não mostrou interesse, conhecimento ou aptidão por temas internacionais", disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçõesObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.