Na Hungria, 100 mil fazem passeata em apoio ao governo

Cerca de 100 mil simpatizantes do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, realizaram hoje uma passeata rumo à sede do Parlamento do país para mostrar apoio ao governo, que tem sido criticado pela União Europeia por aprovar leis que são vistas como antidemocráticas.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2012 | 16h30

O longo protesto, chamado de "A Passeata da Paz pela Hungria", saiu da Praça dos Heróis por volta das 10h (no horário local, 13h de Brasília) e começou a chegar ao Parlamento duas horas depois, às margens do rio Danúbio. Muitos dos manifestantes carregavam bandeiras do país, velas, tochas e sinais de apoio a Orban.

A Hungria negocia a obtenção de uma ajuda financeira da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) e o primeiro-ministro disse esta semana que serão realizadas mudanças nas leis que foram aprovadas no ano passado, uma delas dando mais poder ao governo sobre o banco central local. O bloco europeu considera as leis autoritárias e ameaçou entrar na Justiça contra as medidas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Hungriapasseatagoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.